Login
A Busca de Livros - Encontrar livros facilmente - AngolaBusca Livros - Custos de envio para: Angola
Pesquisa de livros - AngolaTodos os livros disponíveis de raros e novos.

A Vendedora de Cupidos (Portuguese Edition) - comparar todas as ofertas

PreçosFev. 17Dec. 17Maio 18
Quer dizerAOA 0 ( 2,30)¹ AOA 0 ( 4,68)¹ AOA 0 ( 4,73)¹
Demanda
9789898392138 - José Leon Machado: A Vendedora de Cupidos (Portuguese Edition)
1
José Leon Machado (?):

A Vendedora de Cupidos (Portuguese Edition) (2010) (?)

ISBN: 9789898392138 (?) ou 9898392134, língua desconhecida, 432 páginas, 4. Edição, Edições Vercial, Novo, ebook, download digital

ebook para download, Frete grátis.
De vendedor/antiquário
O padre da Gralheira aparece morto na cama em Dezembro de 1943. O sacristão chama o regedor, autoridade policial da freguesia, que toma conta da ocorrência. Este procede a uma série de averiguações que vão fazê-lo ponderar na hipótese de se tratar de um crime. Vem a saber que o clérigo tinha como amante uma mulher casada. O marido, um rico proprietário que frequentava amiúde um bordel, poderia tê-lo mandado matar por despeito. Tudo se complica, porém, quando o regedor descobre que o clérigo era receptador do volfrâmio roubado da mina explorada por uma companhia alemã e suspeita que o crime, se o houve, não fora cometido por questões de honra, mas por dinheiro. Entretanto, luzes estranhas vistas durante a noite adensam um mistério que vai sendo mal interpretado. Sobre a aldeia, retrato de um país atrasado e rude, paira a ameaça da guerra. A ela se devia a periclitante situação económica vivida pelos mais pobres, com o racionamento dos produtos essenciais, as requisições obrigatórias das colheitas pelo Grémio, a revolta das populações e a repressão do governo. A ex-amante do padre, carioca transplantada para os nevoeiros da Gralheira, dá um ar de graça à história, vivendo amores, incentivando-os e protegendo-os. É ela a verdadeira heroína, que contrapõe o amor à guerra e aos interesses mesquinhos dos homens. Este é um romance de mistério, onde afinal o único mistério, num confronto directo com a literatura da moda, é não haver mistério nenhum. Kindle Edition, Edição: 4, Formato: Kindle eBook, Rótulo: Edições Vercial, Edições Vercial, Grupo de produtos: eBooks, Publicado: 2010-03-28, Data de lançamento: 2010-03-28, Studio: Edições Vercial, Rank de vendas: 3634688
9789898392138 - José Leon Machado: A Vendedora de Cupidos (Portuguese Edition)
2
José Leon Machado (?):

A Vendedora de Cupidos (Portuguese Edition) (2010) (?)

ISBN: 9789898392138 (?) ou 9898392134, língua desconhecida, 432 páginas, 4. Edição, Edições Vercial, Novo, ebook, download digital

AOA 0 (£ 3,80)¹(frete grátis, sem obrigação)
ebook para download, Frete grátis.
De vendedor/antiquário
O padre da Gralheira aparece morto na cama em Dezembro de 1943. O sacristão chama o regedor, autoridade policial da freguesia, que toma conta da ocorrência. Este procede a uma série de averiguações que vão fazê-lo ponderar na hipótese de se tratar de um crime. Vem a saber que o clérigo tinha como amante uma mulher casada. O marido, um rico proprietário que frequentava amiúde um bordel, poderia tê-lo mandado matar por despeito. Tudo se complica, porém, quando o regedor descobre que o clérigo era receptador do volfrâmio roubado da mina explorada por uma companhia alemã e suspeita que o crime, se o houve, não fora cometido por questões de honra, mas por dinheiro. Entretanto, luzes estranhas vistas durante a noite adensam um mistério que vai sendo mal interpretado. Sobre a aldeia, retrato de um país atrasado e rude, paira a ameaça da guerra. A ela se devia a periclitante situação económica vivida pelos mais pobres, com o racionamento dos produtos essenciais, as requisições obrigatórias das colheitas pelo Grémio, a revolta das populações e a repressão do governo. A ex-amante do padre, carioca transplantada para os nevoeiros da Gralheira, dá um ar de graça à história, vivendo amores, incentivando-os e protegendo-os. É ela a verdadeira heroína, que contrapõe o amor à guerra e aos interesses mesquinhos dos homens. Este é um romance de mistério, onde afinal o único mistério, num confronto directo com a literatura da moda, é não haver mistério nenhum. Kindle Edition, Edição: 4, Formato: Kindle eBook, Rótulo: Edições Vercial, Edições Vercial, Grupo de produtos: eBooks, Publicado: 2010-03-28, Data de lançamento: 2010-03-28, Studio: Edições Vercial, Rank de vendas: 2696140
9789898392138 - José Leon Machado: A Vendedora de Cupidos (Portuguese Edition)
3
José Leon Machado (?):

A Vendedora de Cupidos (Portuguese Edition) (2011) (?)

ISBN: 9789898392138 (?) ou 9898392134, língua desconhecida, 434 páginas, Edições Vercial, Novo, primeira edição, ebook, download digital

AOA 0 (£ 4,49)¹(frete grátis, sem obrigação)
ebook para download, Frete grátis.
De vendedor/antiquário
O padre da Gralheira aparece morto na cama em Dezembro de 1943. O sacristão chama o regedor, autoridade policial da freguesia, que toma conta da ocorrência. Este procede a uma série de averiguações que vão fazê-lo ponderar na hipótese de se tratar de um crime. Vem a saber que o clérigo tinha como amante uma mulher casada. O marido, um rico proprietário que frequentava amiúde um bordel, poderia tê-lo mandado matar por despeito. Tudo se complica, porém, quando o regedor descobre que o clérigo era receptador do volfrâmio roubado da mina explorada por uma companhia alemã e suspeita que o crime, se o houve, não fora cometido por questões de honra, mas por dinheiro. Entretanto, luzes estranhas vistas durante a noite adensam um mistério que vai sendo mal interpretado. Sobre a aldeia, retrato de um país atrasado e rude, paira a ameaça da guerra. A ela se devia a periclitante situação económica vivida pelos mais pobres, com o racionamento dos produtos essenciais, as requisições obrigatórias das colheitas pelo Grémio, a revolta das populações e a repressão do governo. A ex-amante do padre, carioca transplantada para os nevoeiros da Gralheira, dá um ar de graça à história, vivendo amores, incentivando-os e protegendo-os. É ela a verdadeira heroína, que contrapõe o amor à guerra e aos interesses mesquinhos dos homens. Este é um romance de mistério, onde afinal o único mistério, num confronto directo com a literatura da moda, é não haver mistério nenhum., Kindle Edition, Edição: 1, Formato: Kindle eBook, Rótulo: Edições Vercial, Edições Vercial, Grupo de produtos: eBooks, Publicado: 2011-12-10, Data de lançamento: 2011-12-10, Studio: Edições Vercial
9789898392138 - José Leon Machado: A Vendedora de Cupidos
4
José Leon Machado (?):

A Vendedora de Cupidos (2011) (?)

ISBN: 9789898392138 (?) ou 9898392134, língua desconhecida, 434 páginas, Edições Vercial, Novo, primeira edição, ebook, download digital

ebook para download, Frete grátis.
De vendedor/antiquário
O padre da Gralheira aparece morto na cama em Dezembro de 1943. O sacristão chama o regedor, autoridade policial da freguesia, que toma conta da ocorrência. Este procede a uma série de averiguações que vão fazê-lo ponderar na hipótese de se tratar de um crime. Vem a saber que o clérigo tinha como amante uma mulher casada. O marido, um rico proprietário que frequentava amiúde um bordel, poderia tê-lo mandado matar por despeito. Tudo se complica, porém, quando o regedor descobre que o clérigo era receptador do volfrâmio roubado da mina explorada por uma companhia alemã e suspeita que o crime, se o houve, não fora cometido por questões de honra, mas por dinheiro. Entretanto, luzes estranhas vistas durante a noite adensam um mistério que vai sendo mal interpretado. Sobre a aldeia, retrato de um país atrasado e rude, paira a ameaça da guerra. A ela se devia a periclitante situação económica vivida pelos mais pobres, com o racionamento dos produtos essenciais, as requisições obrigatórias das colheitas pelo Grémio, a revolta das populações e a repressão do governo. A ex-amante do padre, carioca transplantada para os nevoeiros da Gralheira, dá um ar de graça à história, vivendo amores, incentivando-os e protegendo-os. É ela a verdadeira heroína, que contrapõe o amor à guerra e aos interesses mesquinhos dos homens. Este é um romance de mistério, onde afinal o único mistério, num confronto directo com a literatura da moda, é não haver mistério nenhum., Kindle Edition, Edição: 1, Formato: Kindle eBook, Rótulo: Edições Vercial, Edições Vercial, Grupo de produtos: eBooks, Publicado: 2011-12-10, Data de lançamento: 2011-12-10, Studio: Edições Vercial
9789898392138 - José Leon Machado: A Vendedora de Cupidos
5
José Leon Machado (?):

A Vendedora de Cupidos (2011) (?)

ISBN: 9789898392138 (?) ou 9898392134, língua desconhecida, Edições Vercial, Edições Vercial, Edições Vercial, Novo, ebook, download digital

AOA 0 (£ 4,49)¹(frete grátis, sem obrigação)
in-stock
De vendedor/antiquário
O padre da Gralheira aparece morto na cama em Dezembro de 1943. O sacristão chama o regedor, autoridade policial da freguesia, que toma conta da ocorrência. Este procede a uma série de averiguações que vão fazê-lo ponderar na hipótese de se tratar de um crime. Vem a saber que o clérigo tinha como amante uma mulher casada. O marido, um rico proprietário que frequentava amiúde um bordel, poderia tê-lo mandado matar por despeito. Tudo se complica, porém, quando o regedor descobre que o clérigo era receptador do volfrâmio roubado da mina explorada por uma companhia alemã e suspeita que o crime, se o houve, não fora cometido por questões de honra, mas por dinheiro. Entretanto, luzes estranhas vistas durante a noite adensam um mistério que vai sendo mal interpretado. Sobre a aldeia, retrato de um país atrasado e rude, paira a ameaça da guerra. A ela se devia a periclitante situação económica vivida pelos mais pobres, com o racionamento dos produtos essenciais, as requisições obrigatórias das colheitas pelo Grémio, a revolta das populações e a repressão do governo. A ex-amante do padre, carioca transplantada para os nevoeiros da Gralheira, dá um ar de graça à história, vivendo amores, incentivando-os e protegendo-os. É ela a verdadeira heroína, que contrapõe o amor à guerra e aos interesses mesquinhos dos homens. Este é um romance de mistério, onde afinal o único mistério, num confronto directo com a literatura da moda, é não haver mistério nenhum.